Homem a usar auscultadores

O que é a RPA (automatização de processos robóticos)?

Nas fábricas e nas organizações de produção, os robôs não são uma novidade. Durante décadas, têm vindo a melhorar a produtividade e a libertar os trabalhadores para se concentrarem noutras tarefas de nível superior. Agora, esse mesmo nível de aumento da produtividade está a chegar a empresas nas quais os colaboradores realizam negócios de volume elevado, prestam suporte de TI e executam processos de fluxo de trabalho. Tudo graças à RPA.

Introdução

Ao utilizarem Ferramentas RPA como parte de uma estratégia automatização de processos de negócio , os "robôs" de software podem ser facilmente configurados para acionarem respostas, manipularem dados e comunicarem com outros sistemas digitais. Os exemplos incluem algo tão simples como gerar uma mensagem de resposta automática a um e-mail que implementa milhares de bots, cada um dos quais pré-programado para automatizar tarefas de ERP.

Dois tipos de RPA: assistida e autónoma

Ao explorar a RPA como uma solução automatização do fluxo de trabalho , é útil considerar duas categorias diferentes — a automatização assistida e a autónoma — antes de decidir qual a ideal para a sua organização.

Automatização assistida

A automatização assistida permite-lhe concentrar-se em trabalho de maior valor na sua organização. Para tal, automatiza tarefas de front-office manuais e repetitivas e imita ações que executa no seu ambiente de trabalho ou browser, como cliques do rato, ao registar e reproduzir essas ações em tempo real.

Automatização autónoma

Paralelamente, tal como indica o nome, a automatização autónoma não exige a presença de uma pessoa junto do computador. Em vez disso, os bots autónomos trabalham sem supervisão ao gravarem e reproduzirem ações. Dado que podem utilizar acionadores e agendar eventos automatizados, são ideais para acelerar a automatização de tarefas de volume elevado em toda a organização.

As vantagens de utilizar a RPA

Como qualquer pessoa que já foi incumbida de cortar e colar conteúdo de uma folha de cálculo gigante noutra pode atestar, as tarefas repetitivas e tediosas não são realmente o melhor uso das capacidades cognitivas de um ser humano. Não só é aborrecido para a pessoa que executa a tarefa, como é muito mais provável que o resultado contenha erros. Também é provável que demore muito mais tempo a ser concluída do que se fosse realizada por um bot.

É aqui que ressaltam as duas das maiores vantagens da utilização da RPA: aumento da produtividade e precisão. Os trabalhadores ganham tempo para executarem tarefas de maior valor, o que dá mais relevância ao seu contributo. E assim que são programados, os robôs seguem sempre as regras sem exceção. Nunca se cansam ou aborrecem e não cometem erros; os seus resultados são consistentes e fiáveis.

Os bots também permitem que as organizações aumentem ou reduzam verticalmente com a maior facilidade, pelo que os fluxos de trabalho e/ou os picos sazonais que afetam unidades de negócio, localizações e desde o computador à cloud podem ser facilmente acomodados.

Porquê utilizar a RPA?

  • Os trabalhadores ganham tempo para a execução de tarefas de maior valor
  • Maior produtividade
  • Maior precisão
  • É mais rápido e fácil aumentar ou reduzir verticalmente com base nas necessidades

ROI mais rápido e conformidade melhorada

Como não exigem código personalizado da equipa de desenvolvimento, os bots são uma solução de baixo custo. Também são fáceis de implementar rapidamente. Como resultado, o ROI da implementação de uma solução RPA é normalmente alcançado numa questão de semanas.

Além disso, é muito mais simples cumprir e documentar os requisitos de conformidade, uma vez que os bots da RPA executam as suas tarefas de forma consistente e fiável. Tal reduz os riscos, elimina o fator de erro humano e acelera o reporte, uma vez que tudo é facilmente monitorizado e quantificável.

Mulher a utilizar um portátil

Determinar se a sua empresa pode beneficiar da RPA

As organizações que operam em diferentes setores podem beneficiar da implementação de uma solução RPA. Ao avaliar se é efetivamente aquilo que a sua empresa precisa, considere primeiro se tem tarefas de "back-office" que beneficiariam da automatização de processos. Estes processos baseados em regras e não subjetivos são tipicamente encontrados em áreas como finanças, aquisições, gestão da cadeia de aprovisionamento, cuidados de saúde, contabilidade, suporte ao cliente e recursos humanos.

As empresas que fornecem gestão e suporte de TI também são excelentes candidatas à RPA porque melhora as operações de service desk e a monitorização de dispositivos de rede. Mediante a automatização dos processos, as infraestruturas de TI podem investigar e resolver problemas mais rapidamente.

Além disso, é frequente os setores que dependem do reconhecimento de voz ou de assistentes online automatizados encararem a RPA como sendo vantajosa, uma vez que os recentes desenvolvimentos permitem agora que os bots respondam em linguagem normal e não em código. Esta é uma enorme vantagem para grandes centros de atendimento telefónico e outras organizações que interagem frequentemente com os clientes porque ajudam a conservar recursos.

Quem pode tirar partido da RPA?

  • Organizações com tarefas de "back office" que beneficiariam da automatização de processos
  • Empresas que fornecem suporte e gestão de TI
  • Qualquer empresa que dependa do reconhecimento de voz ou de assistentes online automatizados

Funcionalidades pretendidas quando escolhe software RPA

Existem muitas opções quando se trata de encontrar a solução RPA certa para a sua empresa. Como tantas decisões empresariais, encontrar uma que seja ideal é fundamental. Procure uma que seja:

  • Fácil de utilizar: Qualquer pessoa na sua organização deve ser capaz de criar e utilizar bots. Também deve ser capaz de recolher dados que capacitem os líderes a tomarem decisões empresariais.
  • Dimensionável: Opte por uma plataforma RPA que possa ser gerida centralmente e dimensionada consoante os números de localizações que forem necessárias.
  • Fiável: Uma vez que vai automatizar centenas ou milhares de tarefas, escusado será dizer que a fiabilidade e a monitorização incorporada com análise são ambas imprescindíveis.
  • Rápida: A melhor solução permitirá estruturar e testar novos processos robóticos numa questão de horas e otimizar rapidamente os bots.
  • Inteligente: As melhores ferramentas suportam atividades simples baseadas em tarefas, leem e escrevem em qualquer origem de dados e utilizam capacidades de aprendizagem avançadas para melhorar automatizações futuras.
Uma pessoa a utilizar um portátil

Considere uma solução de pilha completa que inclua hiperautomatização

Como qualquer outra tecnologia, as capacidades da RPA continuam a evoluir a um ritmo acelerado. Ter uma solução ponto a ponto primária forte deve ser a primeira prioridade de qualquer organização. Contudo, adicionar funcionalidade suplementar também é essencial. É aqui que a hiperautomatização entra na equação.

Ao certificar-se de que escolhe uma solução de pilha completa que inclui hiperautomatização, a sua empresa beneficiará de uma tecnologia que reúne vários componentes da automatização de processos para integrar ferramentas e tecnologias que expandem ainda mais a sua capacidade de automatizar tarefas através de APIs, IA, extração de processos, análises e outras ferramentas.

Começar a utilizar a RPA

Descubra uma ferramenta que simplifica tarefas repetitivas e processos sem papel para que possa concentrar a sua atenção onde é mais necessária. Com o Microsoft Power Automate, poupa tempo e esforços numa única solução RPA.